quinta-feira, 10 de junho de 2010

um roubo



EU QUERO, EU PRECISO, EU TENHO, EU RESPIRO, EU NÃO VIVO!

Por mais que queira, por mais que precise, por mais que tenha, por mais que respire, não vivo os momentos a que tenho direito, porque nesta sociedade retrógrada, uma pessoa é todo mundo e todo o mundo é uma pessoa. Uma pessoa é todo mundo pela importância que pessoas que não nutrem sentimentos por ela lhe dão, todo o mundo é uma pessoa pelo valor e importância que tem pela parte dos outros seres.
O ser-humano é um bicho cruel, pior do que os bichos que andam por baixo da terra e muito pior do que abutres. Digo isto claro, porque o que mais existe neste mundo, são abutres com duas pernas e sem um bico, mais ainda, o que existe faz pior do que um abutre que come os restos mortais, o ser-humano devora a felicidade e a vida da mesma espécie que ele.
É certo que Viana é uma cidade pequena, é certo que toda a gente se conhece, é certo que os conflitos acontecem. MAS É TUDO EM EXAGERO! Parem com a estagnação da cidade, parem com os conflitos, parem de arranjar problemas entre grupos e mais, parem de fazer grupos! É bom poder sair de casa e estar com toda a gente. É bom poder ir ter com várias pessoas e não ouvir falar mal de um amigo nosso e ainda é melhor saber que não é com invenções de histórias ridículas que se sobe na sociedade e se fica mais popular com isso.
Não falo só no geral, falo em mim, deixem-me viver a minha vida, esqueçam-me. Onde está a indiferença?! Juízo, muito juízo nessas cabeças! Falta de maturidade dá em coisas deste género claro. E para mim isto é PONTO FINAL, PARÁGRAFO, HíFEN, ABRE ASPAS E
VOCÊS SÃO-ME INDIFERENTES!

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. esté lindo , e tens toda a razão Susana (:

    ResponderEliminar
  3. aprende a escrever excremento, primeiro e depois sim... podes dizer isso

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar